terça-feira, 25 de janeiro de 2011

PERSONA - 1966


Yeahhhh!! Hoje o nosso conviado é um cara que jamais poderia faltarem um cinema que preste. Ingmar Bergman é fudamental para a sétima arte, tanto quanto o ovinho de codorna é para a Serra Malte! Falemos então de uma de suas produções mais enigmaticas:



PERSONA é a película que nos apetece...



Falamos de um daqueles filmes que você pode assistir umas 450 vezes, que sempre você terá um entendimento diferente do mesmo. Abolutamente todas as interpretações e análises podem ser feitas a partir de um material, como de costume, bastante conciso e reforçado por um excelente roteiro e atuações magníficas. Nada surpreendente quando se trata de Bergman.



PERSONA conta a história de uma atriz de teatro (Liv Ullmann) que de uma hora para outra, fica completamente avessa ao diálogo, e se refugia numa casa de campo acompanhada de uma enfermeira (Bibi Andersson). A partir de então, Bergman joga o espectador para dentro de um em mergulho na alma humana, explorarando suas entranhas mais obscuras.



Uma piração doida começa com a relação das duas mulheres. Aos poucos, a enfermeira começa a se abrir e a contar para a paciente, que permanece completamente muda, seus mais sórdidos segredos e experiências, culminando com a descrição bastante real de uma experiência sexual entre ela, uma amiga e dois homens desconhecidos. Aos poucos Andersson e Ullmann parecem se fundir em uma só personagem, com Bergman chegando a indicar alguma coisa sobrepondo inclusive o rosto das duas.


A fotografia espetacular ficou por conta do pareceiro Sven Nykvist. E como de costume no Cine Xangai, deixamos aquele recadinho delicado:



QUEM NÃO ASSISTIR TEM A MÃE NA ZONA!



Corri!




3 comentários:

Milla disse...

Obra prima de Bergman!

mucury cultural disse...

Bom dia pessoal.

O blog de vocês é do caralho! Parabéns.
Gostei tanto que republiquei em nosso blog (http://mucury.blogspot.com) temos uma revista online e lançaremos o próximo nº nos próximos meses, gostariam de enviar-nos algum texto?

Grande abraço
Bruno Dias Bento.

A FABRICA... disse...

Fala Bruno!

fico muito feliz com sua deferencia com relação ao nosso Cine Xangai. Vou visitar seu blog e responder por lá.

abraço