segunda-feira, 9 de agosto de 2010

MORTE E ECSTASY - 1970


Hoje falaremos da margem, mas cumpadi... MARGEM DE VERDADE MESMO!!! Num tamo falando aqui de nêgo que sempre viveu na merda, sem ter direito a pensar em outra cousa que seja a dita margem, ou seja; Então a margem num é meramente estética, o filho da puta nunca teve a chance de dizer “não”. Oras... Então não é um marginal e sim, um pobre fudido desgraçado.


A margem que falamos aqui é aquela que se escolhe, que se prefere mediante a chance a de se viver uma vida artistica mais confortável. O AUTENTICO marginal de hoje se chama JESUS FRANCO e seu filme da vez é o lisérgico MORTE E ECSTASY de 1971.


Todas as vezes que se fala em cinema espanhol vem a mente os mesmos nomes: Luis Buñel, Carlos Saura, Bigas Luna, Juam Antonio Barden, Luis Garcia Berlanga e até vá... A porra do Almodovar. Justo isso. Mas erroneamente se esquece desse cara, que escolheu o lado “B” dos filmes, das mentes, das prevaricações da personalidade humana. Assim é o cinema de Jesus Franco.


Dono de uma extensa obra (mais de 200 filmes) Jess é um ícone do cinema europeu. Passou a sua vida fazendo exercidios de cinema, sem se render as benéses do gesso hollywoodiano em sua obra, sempre contando com ajuda de amigos, como essa, que depois virou a grande paixão de sua vida; Soledad Miranda.


Soledad era uma mulher MARAVILHOSA, DELICIOSA, um TESÃO, UMA ODE A EXISTENCIA HUMANA que Jess descobriu em 1960 quando a espaholinha seviliana tinha 16 anos. Atuous nos melhores momentos da carreira de Franco e tem em Morte e Ecstasy seu melhor momento. Ao todo foi uma parceria de 6 filmes, bruscamente abreviada em 1970, com um acidente de avião, que vitimou precocemente a nossa musa.


Franco sofreu demais a perda de Soledad. Jamais encontrou uma subistuta a altura e até hoje sente demais sua falta. Segui produzindo e realizando mas, jamais com a mesma empolgação. Esse de hoje é o ultimo registro de ambos. A trama é a seguinte...


Um jovem médico comete se mata depois que uma comissão médica termina sua investigação sobre as experiências que o médico realizava em embriões humanos. Após levantar a capivara do cabra, a tal comissão decide que as tais experiências eram desumanas e cassam o registro do vivente. Bundão que só a porra, num luta e cai na danada da depressão profunda que culmina com seu suicídio.


Ae... a gostosa, tesuda, deliciuda de sua esposa, sem nem espear as formiga comer o presunto debaixo da terra, procura vingança sobre aqueles que provocaram a morte de seu marido. Seduz um a um os membros da comissão, colocando-os em situações comprometedoras, pra depois, mata-los friamente, despachando-os pras profunda dos inferno.


O filme é sobre vingança e obsessão e foi dirigido de forma convencional por Jesus Franco que centrou seu trabalho no delineamento do perfil psicológico do médico e sua bela esposa. Em meio a tudo isso Franco encontrou tempo para alfinetar a chamada ética médica e suas contradições filosóficas .


Os membros da comissão são um bando de hipócritas , cabra safados, escondendo suas perversidades morais por trás da identidade profissional .


Uma boa chance de se conheer que ta na margem porque quer. Ao invés dela como “curriculum empregatício”, enfim...


Corri...





6 comentários:

Ramirez disse...

Du caralho a coragem em postar Jesus Franco. O cinema dele provoca plemicas, uns o acham um gênio, outros, um apelador, de filmes pobres. Eu adoro e to feliz de encontra-lo aqui, valeu!

Pipo Punk sp disse...

Entendo que ele tem momentos bons e ruins como todo artista. super bacana encontra-lo aqui ja que na facul, infelizmente passamos longe desse seguimento cinematografico. Abraço

Rubens Scuravi disse...

Ah que maneiro! Hoje ja tem sessão pipoca aqui! Boa bandidos!

Tinho disse...

ixi mano pra mim é tudo novo então ta valendo ae rsrs vo ver mais esse ae ó. salve ae para rapaziada tudo!

Roger disse...

opaaaa... ja to livre da pelada do time do mano em jersey... kkkk

rkjazz disse...

tá que tá tinindo, marceleza!!!! um brinde e, como disse o cidadão ae embaixo, que venha a pipoca!!! abs